26 de set de 2011

Série Avivamento: Dons Ministeriais

Os Dons Ministeriais


Leitura básica

1 Como prisioneiro no Senhor, pois, exorto-vos a viver uma vida digna da vocação que recebestes. 

2 Sejam completamente humildes e dóceis, e sejam pacientes, suportando uns aos outros em amor. 

3 Faça todos os esforços para manter a unidade . do Espírito pelo vínculo da paz 

4 Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança quando foram chamados; 

5 um só Senhor, uma só fé, um só batismo; 

6 um só Deus e Pai de todos, que é sobre todos e por todos e em todos.

7 Mas a cada um de nós a graça foi dada como Cristo repartida-lo. 

8 É por isso que [ um ] diz: "Quando ele subiu às alturas, levou muitos cativos 
e dava presentes para o seu povo. " [ b

9 (que significa "ele subiu", senão que também desceu às regiões mais baixas e terrenas [ c] ? 

10 Aquele que desceu é a própria pessoa que subiu acima de todos os céus, a fim de preencher todo o universo.) 

11 Assim, o próprio Cristo deu aos apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e professores, 

12 para equipar o seu povo para obras de serviço, de modo que o corpo de Cristo seja edificado 

13 até que todos cheguemos à unidade da fé e na conhecimento do Filho de Deus e tornar-se maduro, atingindo a medida da plenitude de Cristo. 

14 Então, vamos deixar de ser crianças, jogou lá e para cá pelas ondas, e jogados para cá e para lá por todo vento de doutrina e pela astúcia e esperteza de pessoas em seus ardis enganosos. 

15 Em vez disso, falando a verdade em amor, crescerá para tornar-se em todos os aspectos do corpo maduro de quem é a cabeça, isto é, Cristo. 

16 Dele todo o corpo, juntou-se e realizada em conjunto por todos os ligamentos de suporte, cresce e constrói-se em amor, como cada parte faz seu trabalho. 


Os dons ministerias não são as habilidades, os dons ministeriais são as próprias pessoas, diferentemente dos dons espirituais. Os ministérios precisam dos dons espirituais que já estudamos anteriormente bem como do fruto do Espírito que também já estudamos. 

"Assim, o próprio Cristo deu aos apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e professores" (Ef 4:11)


Como lemos acima é o Senhor Jesus quem capacita-nos para exercer essas funções e não habilidades naturais.

Os dons ministeriais foram nos dado para a edificação da igreja, do corpo de cristo.


Esses são divididos em: 

1) Apostolo

2) Profeta

3) Evangelista

4) Pastor

5) Mestre






1) Apostolo

É aquele que lança os fundamentos da vida da igreja. Trabalha edifica a igreja nas suas bases.

O titulo é usado para Cristo (Hb3.1), os doze discípulos escolhidos por Jesus (Mt 10.2), o apostolo Paulo (Rm 1. 1-2; II Co 1.1; Gl 1.1) e outros (At 14. 4-14; Rm 16. 7; Gl 1. 19; 2 8-9; I Ts 2. 6-7) 

Trabalham na base da vida da igreja, em seus princípios. 

Eles também restauram princípios e mantém a igreja na base correta, dando-lhe a verdadeira fundamentação. 

Como já foi dito antes o nosso maior exemplo de apostolo é Paulo.



2) Profeta

Os profetas eram homens que falavam sob o impulso direto do Espírito Santo, e cuja motivação e interesse principais eram a vida espiritual e pureza da igreja. Sob o novo concerto, foram levantados pelo Espírito Santo e revestidos pelo seu poder para trazerem uma mensagem da parte de Deus ao seu povo (At 2. 17; 4.8; 21.4). 

- A função do profeta na igreja incluía o seguinte. 

a) Proclamava e interpreta a palavra de Deus, sua mensagem é para admoestar, exortar, animar, consolar e edificar. (At. 2. 12-36) 

b) Exercer o Dom da profecia. 

c) Desmascarar o pecado, proclamava a justiça e combatia o mundanismos e a frieza espiritual entre o povo de Deus. - Seu caráter incluía:

    -  Zelo pela igreja.

  - Profunda sensibilidade diante do mal e a capacidade de identificar e detestar a iniqüidade (Hb 1.9).

    - Profunda compreensão do perigo dos falsos ensinos (II Co 11.12-15)

    - Dependência continua da palavra de Deus para validar sua mensagem (Lc 4.17-19)

   - Interesse pelo sucesso espiritual do reino de Deus e identificação com os sentimentos de Deus (Jo 2.14-17; At 20. 27-31; Mt 21.11-13). 

A mensagem do profeta não deve ser considerada infalível. Ela esta sujeita ao julgamento da igreja, doutros profetas e da palavra de Deus. A congregação tem o dever de discernir e julgar o conteúdo da mensagem profética, se ela é de Deus (I Co 14. 29-33; I Jo 4.1) 


3) Evangelista

Homens de Deus , capacitados e comissionados por Deus para anunciar o evangelho, as boas novas da salvação aos perdidos. A proclamação do evangelho reúne em si a oferta e o poder da salvação.
Temos como exemplo bíblico Filipe (At 8. 4-17)
Proclama o evangelho com clareza, batizando em nome do Senhor e pelo Espírito Santo, junto a pregação havia sinais, milagres, curas e libertação de espírito maligno 4) Pastores

O caráter pastoral na igreja nos mostra a importância que devemos dar para as vidas que compõem a igreja, nos mostra o quantos temo que nos preocupar, amar e proteger essas vidas, que Deus nos deu.(I Jo 3.16).
Infelizmente com o passar os anos temos confundido o cargo de pastor com a o caráter do ministério de pastor, pois ser pastor não é simplesmente ter um cargo, mas sim amar e cuidar de pessoas isso nos torna pastores de ovelhas. Presbiterato e Episcopado - Equivale a Pastor, mas como função hierárquica. O Presbítero está em ascensão para pastor e o Bispo é uma espécie de supervisor de outros pastores.


5) Mestres

Os mestres são aqueles que têm de Deus um dom especial para esclarecer, expor e proclamar a Palavra de Deus, a fim de edificar o corpo de Cristo (Ef4.12)

A missão dos mestres bíblicos é defender e preservar, mediante a ajuda do Espírito Santo, o evangelho que lhe foi confiado (II Tm 1.11-14). Têm o dever de fielmente conduzir a igreja à revelação e à mensagem original de Cristo e dos apóstolos e nisto perseverar. 

Temos a certeza em nosso coração que é desejo de Deus edificar novamente esses ministérios na igreja de hoje, não com o propósito de criar classes ou cargos, mas com o propósito de edificar a igreja de restaurar a igreja, fazendo dela uma igreja mais sadia e mais limpa, um verdadeiro lugar de descanso para os cansado e frustrados. 

Como lideres temos que deixar o Espírito Santo nos guiar a toda a verdade para sermos bons pastores e bons lideres. 


Serviços de auxílio ou socorro. 

Diaconato e Louvor.

Presbiterato e Episcopado - Equivale a Pastor, mas como função hierárquica. O Presbítero está em ascensão para pastor e o Bispo é uma espécie de supervisor de outros pastores. 




Estudo ministrado por Silas Prado, fonte desconhecida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário