8 de abr de 2011

Como agir quando repreendido?

Palavra ministrada no culto de quarta-feira, dia 6, na IDB - Perus

"Pobreza e afronta virão ao que rejeita a correção; mas o que guarda a repreensão será honrado." (Proverbios 13:18)

Parece simples, mas na prática, é muito difícil. Primeiro porque todos têem suas razões, e mesmo depois de abertos os olhos existe o orgulho, o que torna a correção algo difícil de ser aceito.

Para ajudar a avaliar a correção precisamos avaliar de onde ela vem.

Quem te corrige é mais experiente?
É responsável por você de alguma forma?
É uma pessoa justa?
É alguém que te quer bem?


Partimos do seguinte pensamento, reconhecendo que não sou perfeito, posso admitir a falha e para melhorar eu preciso me corrigir, mas é como diz o ditado "o louco não sabe que é louco".

Quando estamos perdidos sem saber o que estamos fazendo de errado precisamos ouvir alguém que sabe, como o professor ao avaliar um aluno, ele aponta os erros, mas o objetivo é que o aluno melhore.

Vamos a exemplos bíblicos.

O rei Herodes quando foi repreendido por João Baptista, não aceitou a repreensão e o sentenciou a prisão e posteriormente à morte. (Mateus 14)

O rei Acabe foi avisado também pelos profetas Micaías e Elias, mas preferiu ouvir falsos profetas que diziam sempre algo agradável a ele e ordenou que prendessem Micaías e perseguiu Elias.(1 Reis 22:1-28)

Diferentemente agiu o rei Davi, ao ser repreendido pelo profeta Natã, aceitou a repreensão e não deixou de arcar com as consequências de seus atos, mas até hoje é chamado como O homem segundo o Coração de Deus, uma honra tremenda, mesmo para um rei. (2 Samuel 11 e 12)


Podemos aprender com os nossos erros, o que é normal, mas se aprendermos com os erros dos outros seremos sábios.


Nenhum comentário:

Postar um comentário